Ir para o conteúdo
ou

Dissertações

Busque por dissertações sobre gestão social e desenvolvimento territorial do CIAGS/PDGS.
 Voltar a Dissertações
Tela cheia Sugerir um artigo

INTERFACES ENTRE IDENTIDADE, MEMÓRIA E COMERCIALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO ARTESANAL NO TERRITÓRIO DO SISAL/BAHIA: o artesanato como fator de desenvolvimento territorial

9 de Agosto de 2016, 17:33 , por Rodrigo Maurício Freire Soares - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 114 vezes

Autor: Rodrigo Maurício Freire Soares

Orientadora: Tânia Fischer

Ano de defesa: 2011

Resumo: Esta dissertação tem como foco os artesãos e a sua produção, abordando aspectos relacionados à natureza da atividade, à trajetória de vida dos artesãos e à difusão do artesanato produzido. Trata-se de um estudo empírico sobre o artesanato como fenômeno social e sua relação com o desenvolvimento local. Utiliza-se aqui, como objeto de estudo a pesquisa sobre mestres-artesãos e seus saberes populares no Território do Sisal - Bahia/Brasil, o qual tem como objetivo mapear mestres artesãos caracterizando os saberes populares para reconhecer, valorizar e difundir, à sociedade, as artes e ofícios populares presentes no Estado da Bahia. A dissertação visa contribuir para a sistematização dos saberes populares de caráter artesanal entendidos como tecnologias sociais em si mesmos e como parte de redes e núcleos de cadeias de produção. Utiliza como percurso metodológico a combinação de métodos de historiografia e história de vida, registro audiovisual, pesquisa bibliográfica e levantamento documental. Como produto do trabalho têm-se um panorama propositivo de ações, elaboradas a partir da investigação em campo realizada no Território do Sisal/Bahia e das observações coletadas durante a Residência Social realizada em Lisboa/Portugal.

PALAVRAS CHAVE: Artesanato. Cultura. Identidade. Desenvolvimento Territorial. Produção artesanal.

Download


Tags deste artigo: artesanato identidade cultura